Sign In
/pt-pt/PublishingImages/Tatiana_ingles.jpeg

​In the first year in which the dual certification training courses at secondary level will have differentiated access to higher education, polytechnics and universities implement a regionalized access model.

20-05-2020

Estes alunos, para quem foi criada este ano uma nova via de acesso ao ensino superior, com vagas específicas abertas pelas instituições e uma alternativa aos exames nacionais, vão fazer provas organizadas por consórcios de politécnicos e universidades em três zonas do país: Norte, Centro e Sul. Cada região vai promover 14 exames regionais, tantos quanto as áreas científicas em que se organiza o ensino superior.

O concurso especial é destinado aos diplomados do ensino profissional, de cursos de educação e formação para jovens, de cursos do ensino artístico especializado, cursos de aprendizagem (ministrados na rede de escolas públicas, escolas profissionais públicas e privadas e centros de emprego) e ainda dos cursos ministrados pelas Escolas do Turismo de Portugal, que efetuam por essas vias o seu ensino secundário.

Cada estudante fará apenas um exame de acesso, na instituição de ensino superior mais próxima da sua área de residência, que lhe permitirá candidatar-se a todas as universidades e politécnicos da região que abrirem vagas para estes concursos especiais.

Estes exames regionais vão acontecer em setembro, uma vez que os alunos do profissional terminaram em julho os seus percursos escolares. Depois das alterações no calendário letivo, prevê-se que o ensino superior comece as aulas do próximo ano nas primeiras semanas de outubro.

Os estudantes em causa podem igualmente concorrer ao 
concurso nacional de acesso, se preferirem.  Nesse caso, terão que fazer os exames nacionais, tal como os estudantes dos cursos das vias científico-humanísticas.

Esta medida favorece um dos indicadores de resultado que é contratualizado com as entidades beneficiárias que desenvolvem modalidades formativas de dupla certificação (50% de empregabilidade e/ou prosseguimento de estudos) e potencia, ainda, um dos objetivos gerais do PO CH em linha com o PNR e metas europeias relativamente ao aumento do número de diplomados no ensino superior ou equivalente.

Fonte: Jornal Público

  • < back to news