Sign In
/pt-pt/PublishingImages/1_1_Pandemia_Oportunidades.jpeg

​Education systems must take advantage of innovations promoted by schools during the pandemic to develop more equitable learning. Empowering teachers to be autonomous, actively engaged in designing learning environments and knowledgeable in the use of multimodal technology can encourage collaborative work and enrich pedagogy.

21-06-2022

A Cimeira deixou claras algumas conclusões. Expôs a necessidade de apoiar adequadamente os professores, uma vez que é esperado que ajudem a integrar alunos de diferentes origens; que sejam sensíveis às questões culturais, linguísticas e de género; que incentivem a tolerância e a coesão; que respondam eficazmente às necessidades de todos os alunos e, ao mesmo tempo, que os encorajem a serem autónomos. Os professores também devem preparar os alunos para o mundo digital, evoluindo nos seus conhecimentos e competências para que isso seja possível. À medida que os sistemas reconhecem cada vez mais a necessidade de preparar os professores para esse conjunto diversificado de funções, deve haver um esforço maior para atualizar e garantir a qualidade da formação inicial de professores e o desenvolvimento profissional contínuo.

Para garantir o bem-estar dos alunos num mundo digital as escolas devem trabalhar em estreita parceria com outros atores, pais e famílias, mas também profissionais de saúde, psicólogos e agentes de autoridade. O trabalho em parceria deve incluir especialistas digitais, profissionais de segurança cibernética e programadores. Além disso, é necessário garantir a proteção de dados das crianças e jovens, que são ativos utilizadores de tecnologias digitais. As vozes dos alunos concentram a atenção nas oportunidades positivas que as tecnologias digitais oferecem (em vez de riscos, o que é comum no atual discurso centrado em adultos) e tendem a ser os primeiros a adotar as novas tecnologias digitais.

A inclusão na educação é uma condição fundamental para a realização de sociedades sustentáveis e equitativas. É uma expressão de justiça social, qualquer que seja a diversidade das pessoas de todas as idades envolvidas e tem também uma lógica económica relacionada com a maioria dos resultados pessoais de cada um: emprego, rendimentos, nível de pobreza, saúde física e mental, bem-estar, mobilidade social, criminalidade e muito mais. O nível e a qualidade da educação que os indivíduos recebem têm um impacto na sociedade em termos de crescimento económico, redução dos custos de saúde, gastos sociais e melhoria da coesão social.

Em todos os países a pandemia colocou em evidência a necessidade de usar os recursos da maneira mais eficiente e equitativa possível. Os professores desempenham um papel fundamental, projetando e implementando práticas de ensino inclusivas que atendam adequadamente às diversas necessidades e estilos de aprendizagem dos alunos. de ter o conhecimento, as competências e as ferramentas que lhes permita incorporar estratégias de ensino inclusivas em pedagogias, currículos e avaliações, ao mesmo tempo que promovem um ambiente de sala de aula inclusivo.

Os sistemas educacionais precisam garantir que os professores sejam adequadamente preparados para o ensino inclusivo e apoiados ao longo de sua carreira. Estas intervenções implicam equipar futuros professores e professores em exercício com competências essenciais para o ensino inclusivo (como pensamento crítico, descoberta do preconceito oculto, competência global e mentalidade de crescimento) para desenvolver currículos, pedagogias e avaliações inclusivas. Outras intervenções de ensino inclusivo visam os alunos mais diretamente, como instruí-los sobre a ameaça e os efeitos dos estereótipos, a promoção de valores positivos e uma abordagem de mentalidade de crescimento para promover a diversidade e a inclusão entre os colegas. Para desenvolver ambientes de sala de aula inclusivos e diversificados, a inclusão de professores de várias culturas e origens também desempenha um papel importante, com efeitos nos resultados dos alunos, envolvimento social e bem-estar sócio emocional.

Estas são algumas das conclusões da Cimeira Internacional sobre a Profissão Docente que a OCDE compilou num documento para ajudar no trabalho de comunidades escolares, pais, formuladores de políticas e outros atores do sistema de ensino. Aceda AQUI.

 

"Education International" é uma federação sindical global que representa organizações de professores e outros funcionários da educação


  • < back to news