Sign In
/pt-pt/PublishingImages/1_1_Int%20Literacy%20Day.jpeg

​​Created by UNESCO in 1967, and celebrated on September 8, the International Literacy Day, aims to focus world attention on literacy and lifelong learning, with a focus on both youth and adults. The HC OP, in Portugal, supports the training and qualification of the population, through investment from the European Social Fund, as a way of promoting social and economic progress in a more equal way.

08-09-2022

​Apesar do progresso conseguido, os desafios de alfabetização persistem com cerca de 773 milhões de adultos em todo o mundo sem competências básicas de alfabetização, incluindo cerca de meio milhão de portugueses.

O mundo em rápida mudança tem dificultado o progresso das aprendizagens. Globalmente, após a pandemia, quase 24 milhões de alunos podem nunca retornar à educação formal. Para que ninguém fique para trás, é necessário enriquecer e transformar os espaços de aprendizagem existentes para que sejam facilitadores da promoção das literacias na perspectiva de aprendizagem ao longo da vida.

Este ano, o Dia Internacional da Literacia será comemorado sob o tema "Transformar os Espaços de Aprendizagem e Alfabetização", configurando uma oportunidade de repensar a importância fundamental dos espaços de aprendizagem para a construção de resiliência e como garantia de educação de qualidade, equitativa e inclusiva para todos.

Investir na educação, formação e aprendizagem ao longo da vida é determinante para o crescimento dos indivíduos e das sociedades e é estratégia basilar da União Europeia que estabeleceu várias metas para 2030, para as quais todos os Estados-membros deverão convergir:

  • Pelo menos 96% das crianças entre os 3 anos e com a idade de início da escolaridade obrigatória devem participar na educação pré-escolaR;
  • A taxa de abandono escolar precoce deverá ser inferior a 9%;
  • A percentagem de alunos com 15 anos de idade e fraco aproveitamento em leitura, matemática e ciência, deverá ser inferior a 15%;
  • Pelo menos 60 % de todos os adultos deverão participar anualmente em ações de formação;
  • A percentagem de pessoas, entre os 25 e os 34 anos, com ensino superior, deverá ser pelo menos de 45%.

Em Portugal, o contributo do PO CH no investimento nas medidas de promoção das vias de dupla certificação para jovens, que permitem uma maior diversidade de caminhos para concluir o ensino básico e secundário, bem como através do apoio a medidas de melhoria da qualidade do sistema educativo, promovendo o sucesso escolar, foi decisivo para a evolução favorável do abandono escolar precoce, que está já situado em valores bastante abaixo da meta estabelecida pela Europa para 2030, encontrando-se em 2021 nos 5,9%. O POCH deu ainda um contributo relevante para o aumento da proporção da população portuguesa com o ensino superior, sobretudo até ao final de 2018, com os apoios às bolsas de ação social no ensino superior e a cursos TeSP, bem como para a trajetória mais acelerada de aumento da proporção da população entre os 25-64 anos que concluiu pelo menos o ensino secundário, através dos apoios à rede de Centros Qualifica, aos cursos de educação e formação de adultos e cursos de aprendizagem.

Há, no entanto, áreas onde é preciso continuar a investir mais e melhor, para que se atinjam os patamares que a UE estabeleceu para 2030. A aprendizagem ao longo da vida estará no centro desse investimento para assegurar que os trabalhadores e os candidatos a emprego usufruam de oportunidades de aprendizagem durante toda a sua vida ativa, desenvolvendo e atualizando as suas competências e qualificações à medida que as necessidades económicas, sociais e culturais evoluem.

Até ao fim do primeiro semestre de 2022, o investimento total do PO CH na formação e qualificação da população residente em Portugal, nas áreas da formação inicial de jovens, projetos inovadores para alavancar a qualidade na educação, ensino superior e aprendizagem ao longo da vida foi de 4 577 milhões de euros (M€), dos quais 3 904 M€ financiados pelo FSE. Já foram apoiadas mais de 948 mil pessoas no nosso país.


  • < back to news