Sign In
/pt-pt/Noticias/PublishingImages/Participação%20do%20POCH%20no%20guia%20do%20estudante%20en.jpeg

​​Jornal de Leiria has just published the Student Guide, a publication whose objective is to become a reference for secondary and post-secondary students and students in the region, through the sharing of useful information in their daily lives. HCOP integrates this publication with an article on the training modalities that it supports, through the European Social Fund, in the area of ​​initial training of young people and also in higher education.

20-09-2022
​Está aí o novo ano lectivo. Para muitos jovens que ingressam no ensino superior, será o início de uma nova etapa, de uma nova experiência, de novas vivências. Para os alunos do ensino secundário, quer para aqueles que frequentam a via de dupla certificação, quer para os que frequentam os cursos científico-humanísticos, será a entrada numa nova fase de preparação e de tomada de decisões quanto ao caminho a seguir, seja para integrar o mercado de trabalho ou para prosseguir estudos. 

Ao participar no Guia do Estudante, o PO CH pretende ampliar o conhecimento dos jovens sobre os percursos financiados pelo investimento europeu, no ensino secundário ou no pós-secundário.

Através do PO CH, o FSE apoia a via de dupla certificação para jovens, onde se inserem os cursos profissionais e os cursos de educação e formação jovens. Os cursos profissionais, cuja conclusão atribui aos formandos o nível quatro do Quadro Nacional de Qualificação (QNQ), são a melhor opção para os jovens que pretendem uma formação de caráter prático, muito direcionada para o mercado de trabalho e onde a oferta formativa está sempre em constante alinhamento com as necessidades dos empregadores, a nível nacional, regional e muitas vezes local. Ao concluírem o curso, com equivalência ao 12º. ano, os formandos ficam na posse de uma certificação profissional válida em toda a União Europeia. Esta via de ensino permite também o prosseguimento de estudos para o ensino superior, quer pela via do concurso nacional, quer pela via especial de acesso, criada em 2021, para os cursos de dupla certificação. Se pretenderem integrar o mercado de trabalho, os formandos provenientes dos cursos profissionais serão muito provavelmente melhor remunerados do que os alunos que optaram pela via científico-humanística. Normalmente, também encontram trabalho mais rapidamente. Estas são conclusões da avaliação levada a cabo pelo PO CH em 2021, que analisa o contributo do Portugal 2020 para o reforço da qualificação e empregabilidade dos jovens e que compara alunos com características semelhantes, provenientes das duas vias de ensino. Nesta área formativa, até 30 de junho de 2022, o investimento do PO CH ascende aos 2 638 milhões de euros (M€), dos quais 2 242 M€ são apoios do Fundo Social Europeu. Já usufruíram do investimento 294 mil jovens.

No ensino superior, o PO CH apoiou até ao final de 2018, mais de 116 mil bolseiros. Esses apoios revelaram-se fundamentais para que os estudantes que deles usufruiram frequentassem essa via de ensino, facto também comprovado através de uma avaliação realizada pelo PO CH. Apoiou também, até 2018, 6500 estudantes de TeSP - Cursos Técnicos Superiores Profissionais, um percurso de nível cinco do QNQ, que privilegia igualmente a vertente prática da formação e dá acesso a continuar para licenciatura. Apoiou ainda 1300 estudantes que beneficiaram de empréstimos bancários para a frequência do ensino superior. Nesta área, o investimento realizado foi de 657 M€ (559 M€ FSE), abrangendo no total mais de 125 mil estudantes neste nível de ensino. 

Mas a formação tem que ser um processo contínuo ao longo de toda vida. Por isso, o PO CH e o FSE também disponibilizam apoios na área da aprendizagem ao longo da vida, imprescindíveis para permitir que adultos, empregados ou desempregados, se mantenham alinhados com as exigências do mercado de trabalho, em constante atualização. Esta é a segunda área de investimento do Programa e pretende contribuir para o aumento do nível médio de qualificação da população adulta ou afastada do sistema educativo. Esta área de investimento já usufruiu de 946 M€ dos quais 803 M€ são provenientes do FSE. Estes montantes apoiaram a qualificação de 452 mil adultos.

O POCH, através do investimento do FSE, já ajudou a formar e/ou qualificar mais de 948 mil pessoas em Portugal, desde 2014, com 4 577 milhões de euros (M€) de investimento total, dos quais 3 904 M€ são FSE.  O investimento em medidas que promovam a qualificação da população é fundamental para que jovens e adultos evoluam social e economicamente. Só uma população mais qualificada e evoluída consegue contribuir eficazmente para o desenvolvimento do seu país.


(participação do PO CH nas páginas 46 e 47)

  • < back to news