Iniciar sessão
/pt-pt/PublishingImages/Paginas/PremioCapitalHumano2020/1_1_RobotParty.jpeg

​A RoboParty 2022 decorreu no passado mês de abril em Guimarães. No evento, os participantes aprendem a construir robôs móveis e autonómos. A Escola Secundário Tomaz Pelayo fez-se representar por 2 equipas constituídas, cada uma, por 1 professor e 3 formandos dos Cursos Profissionais de Técnico/a de Informática-Sistemas e de Eletrónica, Automação e Computadores. 

 


23-05-2022

​A RoboParty é um evento pedagógico, que acontece anualmente desde 2007 e  que reúne equipas de 4 pessoas, durante 3 dias e duas noites, "non-stop", para ensinar a construir robôs de uma forma simples, divertida e com acompanhamento por pessoas qualificadas. É destinada, sobretudo, ao público entre os 15 e os 18 anos. Decorreu no pavilhão desportivo da Universidade do Minho, uma das entidades promotoras do evento.

Os alunos participantes, para além de aprenderem a construir um robô autónomo, denominado de Bot'n Roll One A, também tiveram de demonstrar competências na área da mecânica e da programação e fizeram soldadura de placas eletrónicas. Na RoboParty não há "competições" mas sim desafios que dão a oportunidade de melhorar os conhecimentos de robótica e programação. A participação nos desafios é opcional.

Após a RoboParty, cada equipa levou para a sua escola um robô Bot'n Roll completamente funcional, compatível com Arduíno*, para continuar a aprender programação.

Experiências como esta fortalecem o espirito de equipa e a capacidade de adaptação a diferentes ambientes de trabalho.  É frequente que profissionais qualificados citem eventos como a RoboParty como fundadores da sua vocação. Mesmo para aqueles que não sigam carreiras associadas a um evento como a RobotParty os conhecimentos básicos adquiridos são fundamentais para compreender a linguagem das mudanças que estamos a viver no sentido de um mundo cada vez mais digital.

No âmbito da transformação digital que atravessamos, o mundo das tecnologias de informação está e estará em pleno crescimento nos próximos anos, com grande necessidade de profissionais capacitados. A mão-de-obra disponibilizada anualmente é pouca em relação à procura, pelo que os cursos profissionais de Técnico/a de Informática-Sistemas e de Eletrónica, Automação e Computadores têm saídas profissionais garantidas, para além de permitirem o prosseguimento de estudos para o ensino superior.

O Agrupamento de Escolas Tomaz Pelayo é uma entidade beneficiária do PO CH, através do Fundo Social Europeu (FSE), ao nível da formação inicial de jovens, através do cursos profissionais que disponibiliza na sua oferta formativa. Nesta área, até ao fim de março de 2022, o PO CH já apoiou 292 mil jovens em cursos de dupla certificação, onde se destacam os cursos profissionais, com um investimento que chega aos 4 622 milhões de euros de investimento total, dos quais 3 944 provêm do FSE. O agrupamento beneficia também dos apoios do PO CH e FSE na área da (re)qualificação de adultos, através do Centro Qualifica que possui e onde os adultos são orientados para a modalidade que melhor se ajuste ao seu perfil. Nestes centros os adultos também podem ver reconhecidas as suas competências escolares e profissionais adquiridas ao longo da vida. Na área da aprendizagem ao longo da vida, já foram apoiados 434 mil adultos,com um investimento toal de 964 M€ (FSE 820 M€).


* Arduino é uma plataforma de prototipagem eletrónica, criada em 2005, com o objetivo de permitir o desenvolvimento de controlo de sistemas interativos, de baixo custo e acessível a todos. Todo o material (software, bibliotecas, hardware) é open-source, podendo ser usado por todos, sem a necessidade de pagamento de royalties ou de direitos de autor.

Aceda aqui ao site da escola

  • < voltar a notícias