Iniciar sessão
/pt-pt/PublishingImages/REPROGRAMACAO.JPG

​Realizou-se no passado dia 7 de dezembro, no Centro de Congressos de Lisboa, o evento de anúncio da aprovação da Reprogramação do Portugal 2020, com uma forte aposta na qualificação dos Portugueses.

11-12-2018


Destaque para o facto do PO CH ser o Programa Operacional com o valor executado mais elevado de todos os Programas Operacionais dos 28 Estados-Membros com financiamento do Fundo Social Europeu.

No caso do PO CH a reprogramação incidiu maioritariamente no reforço das verbas disponíveis para a formação de jovens (350 Milhões de euros) considerando o papel chave do Ensino Profissional, e na formação ao longo da vida - 316 milhões de euros - tendo em vista a melhoria das qualificações da população adulta para uma dotação global de 3 095 832 100 €

"A reprogramação dos fundos da União Europeia teve por objetivo reforçar o alinhamento do Portugal 2020 com o Programa Nacional de Reformas, como a estratégia de médio prazo para o desenvolvimento do País, de modo a responder aos principais desafios que Portugal enfrenta", afirmou o Ministro do Planeamento e das Infraestruturas, Pedro Marques, na apresentação das novas prioridades destes fundos comunitários, em Lisboa.

A execução dos fundos do Portugal 2020 «coloca Portugal em 1.º lugar no top de execução de fundos europeus, entre todos os países com um envelope financeiro comparável», explicou ainda o Ministro na sessão em que o Primeiro-Ministro António Costa destacou a importância de "investir também naqueles que já estão no enino secundário e que não têm interesse nas aprendizagens tradicionais, podendo escolher o ensino profissional".

Para o Primeiro-Ministro «a valorização do ensino profissional é da maior importância para que não seja um ensino de segunda, nem um fator de descriminação no futuro», tendo o Governo eliminado «as condições que limitavam a igualdade no acesso ao ensino superior entre os estudantes do ensino profissional e os estudantes que escolhiam a vida académica». Ainda sobre o Ensino Profissional, António Costa realçou que se "deve continuar a aumentar a oferta, a diversificar as formações, a aproximá-las dos territórios, porque quanto mais jovens tiverem acesso ao enino profissional, mais reduziremos o abandono escolar".

Sobre a formação de adultos, o responsável máximo do Governo referiu que «a geração que tem hoje 50-60 anos e não teve as oportunidades de acesso à educação que hoje existem e que terá de trabalhar ainda durante vários anos, precisa da formação de adultos e ao longo da vida para responder a ofertas de emprego que exigem novos conhecimentos, que simplesmente não existiam quando estivemos na escola», sendo prioridade do Governo dar "a todos as oportunidades de continuarem ativos»

O Portugal 2020 já aprovou projetos para 70% do orçamento total disponível dos fundos estruturais, representando um investimento global de 27,5 mil milhões de euros, a que correspondem fundos no valor de 18,5 mil milhões de euros.

Assista ao vídeo e saiba mais sobre a Reprogramação do Portugal 2020 e sobre os resultados já alcançados:

 

Fonte: PO CH/República Portuguesa/AD&C

  • < voltar a notícias