Iniciar sessão
/pt-pt/PublishingImages/roteiro%20fev.jpg

​PO CH deslocou-se ao distrito de Castelo Branco nos dias 6 e 7 de Fevereiro para visitar 3 entidades beneficiárias, apoiadas pelo Fundo Social Europeu, cujo montante total aprovado para qualificação da população foi de 12 M€.

13-02-2020

A delegação do PO CH iniciou a 9ª edição do Roteiro Capital Humano no Agrupamento de Escolas do Fundão, tendo sido recebidos pelo diretor da escola, Estêvão Gouveia Lopes e pelo Professor Joaquim Guedes, o responsável pelo ensino profissional naquela escola. Em contexto de sala de aula fomos conhecer os cursos profissionais cofinanciados pelo POCH no presente ano letivo e as instalações onde funciona o Centro Qualifica, também apoiado por este Programa. 

Neste período de programação o PO CH aprovou a esta entidade o montante total de 3.4 M€, dos quais 2.9 M€ financiados pelo Fundo Social Europeu, através de 10 operações que englobam 5 no âmbito de projetos formativos de dupla certificação (nível básico e secundário para jovens e para adultos e que até à data abrangeram cerca de 300 participantes;  3 operações no âmbito dos CQEP/Centro Qualifica, para resposta a 1800 inscritos, nos termos contratualizados com a escola e, mais recentemente, 2 projetos no âmbito da Qualidade e eficiência do sistema de educação e formação para promoção do sucesso escolar (respetivamente o apoio ao Clube Ciência Viva e à implementação do Sistema EQAVET). 

Após a visita às instalações da escola realizou-se uma reunião em que estiveram presentes os responsáveis pelo Agrupamento de Escolas e os coordenadores das diferentes áreas de intervenção apoiadas pelo POCH (Cursos Profissionais, Serviço de Orientação Profissional, tendo este sido reforçado por via do apoio do POCH, Cursos de Educação e Formação de Adultos, Centro Qualifica, bem como os parceiros institucionais da escola, tais como representantes da autarquia, instituições que acolhem formação em contexto de trabalho, estágios e são empregadoras de ex-formandos. Tivemos ainda a oportunidade de contactar ex-formandos desses cursos, que os concluíram com  sucesso e que se encontram no mercado de trabalho e que puderam relatar na 1º pessoa o seu percurso posterior, bem como os desafios e aspirações que têm, considerando a sua integração num território de baixa densidade. 

Por seu turno, os representantes do PO fizeram uma apresentação destacando a importância da qualidade dos dados de execução física dos participantes declarados pelas entidades beneficiárias nas respetivas operações para efeitos de monitorização dos resultados alcançados, assim como as regras de comunicação do FSE no atual período de programação e no futuro próximo.

 Foto 1 roteiro.jpg


No dia 6, a agenda preparada pelo Diretor da Escola Profissional do Fundão,  o Eng. Luis de Oliveira, em conjunto com o diretor pedagógico, Professor Jorge Gamboa deram a conhecer os cursos de dupla certificação que aquela instituição ministra, designadamente curso Técnico de Comercio, Mecatrónica Automóvel, Manutenção Industrial; Eletricista de Instalações; Técnico de Gestão Ambiental onde se ensina a produção de queijo usando os lacticínios da região, seguida por uma prova de cocktails, preparada pelos alunos do Curso de Técnico de Restaurante/Bar; e Técnico de Desenho da Construção Civil.   

A 10ª edição do Roteiro Capital Humano, em parceria coma Escola Profissional do Fundão, pretendeu conhecer in loco os desafios e alguns resultados já visíveis através das 11 candidaturas aprovadas neste período de programação, que permitiu apoiar cerca de 400 formandos, em modalidades de dupla certificação de nível básico e secundário (Cursos Vocacionais, Cursos de Educação e Formação de Jovens e Cursos Profissionais) e mais recentemente um projeto no âmbito da Qualidade e eficiência do sistema de educação e formação para promoção do sucesso escolar/EQAVET totalizando este conjunto de operações o montante total de 7.3 M€, dos quais 6.2 M€ financiados pelo Fundo Social Europeu

Na reunião de trabalho realizada nas instalações da escola Profissional do Fundão estiverem presentes o Presidente da Câmara do Fundão, Paulo Fernandes, a vereadora com o pelouro da  Educação, o Presidente da Junta de freguesia,  na qual foram debatidos os desafios que aquele território enfrenta e coloca mais recentemente às instituições que integram a rede de formação de capital humano.  

 EPFUNDAO_ROTEIRO.jpg


Da parte da tarde, a delegação do PO CH rumou a Castelo Branco para visitar o Instituto Politécnico de Castelo Branco, tendo sido recebidos pelo Dr. Nuno Castela, Vice-Presidente daquele Instituto Politécnico. Pudemos conhecer a evolução da oferta formativa dos CTeSP no contexto local, e que desafios encerra a afirmação desta modalidade formativa como canal privilegiado de acesso ao ensino superior, sobretudo por parte de alunos que já fizeram percurso no âmbito de vias profissionalizantes.

O Instituto Politécnico de Castelo Branco teve três candidaturas aprovadas pelo POCH, tendo sido abrangidos 267 alunos, através de um montante total aprovado de 1.2 M€, dos quais 940 mil € financiados pelo Fundo Social Europeu. Mais recentemente candidatou-se a um concurso lançado pelo POCH para apoio a formação de docentes e outros agentes que ministrem e implementem cursos TeSP e cursos de ensino profissional. 


Nuno Batista POCH.jpg

A 11ª edição do Roteiro Capital Humano culminou com uma visita à Escola Superior de Artes Aplicadas do Instituto Politécnico de Castelo Branco onde é ministrado o Curso TeSP em Comunicação Audiovisual, apoiado pelo POCH desde 2015. Foi entrevistado para a série Histórias de Sucesso, o ex-formando Nuno Baptista da Escola Profissional do Fundão que se encontra a fazer uma licenciatura no IPCB  em Engenharia das Energias Renováveis, tendo anteriormente concluído um curso TeSP também no IP na Escola Superior de Tecnologia na mesma área. A última fase de apoio aos  Cursos TeSP por parte do POCH abrangeu os anos letivos 2017-2019. O cofinanciamento desta oferta formativa é, desde o processo de reprogramação PT 2020, exclusivamente da responsabilidade dos PO Regionais, que intervêm também no domínio do Capital Humano em complemento ao Programa Operacional Temático.

Fonte: PO CH

  • < voltar a notícias