Iniciar sessão
/pt-pt/PublishingImages/certa_beneficiários_portugues.jpeg

​O POCH, em teletrabalho, alcançou durante o Estado de Emergência, uma melhoria significativa do seu desempenho, com o aumento do volume dos pagamentos aos beneficiários e diminuição do seu tempo médio de processamento.

07-05-2020

Durante as seis semanas e meia que Portugal viveu em Estado de Emergência, o PO CH pagou mais e mais depressa e sem recurso ainda às medidas excecionais adotadas pelo governo, designadamente no âmbito da Deliberação n.º 8/2020, de 28 de março, da Comissão Interministerial de Coordenação do Portugal 2020, em particular a que prevê a possibilidade de pagamento a título de adiantamento de pedidos que tenham sido apresentados pelos seus beneficiários.  No contexto da pandemia de COVID-19 os nossos beneficiários precisam de todo o apoio possível, para enfrentar os grandes desafios que esta realidade trouxe e em particular a do ensino e/ou trabalho a distância.

Screen Shot 2020-05-07 at 11.23.44.png

No período compreendido entre 17 de março e 30 de abril (período em que o Estado de Emergência foi decretado) foram autorizados pagamentos num total de 45 M€ do FSE, representando uma média de 7 M€ por semana, um aumento de 60% face ao período homólogo de 2019. Processámos um total de 934 pagamentos, correspondendo a uma média de 156 por semana, aos quais foi dada resposta num período médio de 3 dias úteis, face a 4,4 dias no mesmo período do ano passado.

Para este resultado foi fundamental não só todo o empenho dos trabalhadores ao serviço do PO CH, bem como dos seus organismos intermédios ANQEPIGeFE e EMPIS, como dos próprios beneficiários e ainda do Instituto de Gestão Financeira da Segurança Social, enquanto entidade pagadora dos apoios concedidos por este Programa. A todas e todos os envolvidos é devido um justíssimo agradecimento pela capacidade de resposta assegurada neste período tão difícil e complexo.

Para facilitar a continuidade dos processos e das ações aos nossos beneficiários, no contexto desta inesperada situação, o PO CH colocou ainda rapidamente à disposição um documento de FAQ, com que pretendeu dar resposta a todas as questões genéricas que nos foram colocadas decorrentes dos efeitos da pandemia no desenvolvimento dos projetos em curso, sem prejuízo dos esclarecimentos personalizados que se revelaram necessários.

Durante este atípico período, demos resposta a todas as solicitações dos nossos beneficiários, com o objetivo sempre presente de contribuir sem interrupções para uma população mais qualificada, por m Portugal mais competitivo, sustentável e inclusivo.  O desafio para os próximos meses passa por não só sustentarmos este desempenho em conjunto, como ainda procurarmos fazer sempre mais e melhor em prol desses objetivos. Juntos POdemos CHegar Lá.

Para partilhar ideias, divulgar iniciativas e ações, no contexto dos apoios do Fundo Social Europeu à educação e formação de jovens e adultos, o PO CH está presente em 5 redes sociais:

Pode ainda subscrever aqui a nossa newsletter trimestral, que lhe trará as notícias mais importantes na área de intervenção do PO CH.

  • < voltar a notícias