Iniciar sessão
/pt-pt/PublishingImages/Paginas/PremioCapitalHumano2020/1_Propostas%20para%20o%20futuro%20da%20europa.jpeg

​A reciclagem, o multilinguismo, o Estado de Direito e o impulso para uma Europa federal foram algumas das ideias discutidas pelos 10.000 jovens participantes no EYE2021 - Encontro Europeu da Juventude, que teve lugar nos dias 8 e 9 de outubro.

20-10-2021

​O evento reuniu 5.000 jovens no Parlamento Europeu, em Estrasburgo, e outros 5.000 online para discutir mais de 2.000 ideias que podem moldar o futuro da Europa.

O processo de consulta dos jovens para a 
Conferência sobre o Futuro da Europa teve início em maio de 2021, em colaboração com organizações de juventude pan-europeias, tendo sido recolhidas mais de 2.000 propostas sobre o futuro da Europa através da plataforma online youthideas.eu.

Os jovens identificaram as alterações climáticas, a COVID-19 e as preocupações de segurança Internacional como desafios significativos para a UE, apresentaram propostas para facilitar a reciclagem em toda a UE, para proteger os valores europeus, para reformar o ensino de línguas, para uma Europa mais federal, bem como planos para garantir uma maior responsabilização das empresas pela sua contribuição para as alterações climáticas, entre outras.

Ao nível da educação foram apresentadas algumas propostas concretas. No âmbito da educação não formal, a União Europeia deve disponibilizar mais financiamento para permitir que todos os jovens europeus participem deste tipo de educação. Os mecanismos já existem e os jovens acreditam que só é necessária vontade política. A educação não formal pode ter muitas faces diferentes - entre elas serviços voluntários, intercâmbios de jovens e programas desportivos. Os jovens europeus precisam de aprender competências práticas para se tornarem cidadãos equilibrados, responsáveis e conscienciosos. A educação não formal é uma excelente forma de tornar o processo educativo mais holístico.

Outra das propostas é repensar os currículos escolares.  As escolas europeias precisam de oferecer um serviço mais útil e uma educação mais prática, incluindo assuntos relevantes para a vida no mundo contemporâneo, como a conscientização sobre saúde mental, educação sexual, literacia digital e financeira, educação ambiental e competências interculturais. As escolas precisam de avaliar continuamente o que precisam os seus alunos para a construção de uma geração preparada o mercado de trabalho europeu. Num mundo cada vez mais globalizado, os conhecimentos sobre as oportunidades e benefícios que a Europa traz são cada vez mais importantes. Expor os jovens europeus a temas modernos e práticos ajudará a construir uma cidadania aberta, inclusiva e tolerante, a criar empatia e a aproximar os europeus.

Os jovens consideram também que a formação não formal em torno do "digital", sobretudo nas redes sociais, deve ser uma prioridade em 2021. Ninguém deve ser deixado para trás no mundo digital, todas as gerações devem ser educadas para utilizar a sua presença no digital com segurança.


As 20 ideias mais populares do EYE2021 serão apresentadas por dois jovens que irão participar na próxima sessão plenária da Conferência sobre o Futuro da Europa, que terá lugar nos dias 22 e 23 de outubro em Estrasburgo.

Fonte: Parlamento Europeu


  • < voltar a notícias