Iniciar sessão
/pt-pt/PublishingImages/epa2.jpg

​No dia 3 de maio o Programa Operacional Capital Humano (POCH) e a Escola Profissional de Arqueologia (EPA) deram a conhecer a "Europa na minha Região" com um projeto de formação e divulgação do património cultural.

09-05-2018

​Numa sala de aula do curso Profissional de Técnico de Museografia e Gestão do Património nasceu a ideia de trazer para a Aldeia do Freixo o Mundo dos Museus. Ana Ferreira, professora na Escola Profissional de Arqueologia recorda o entusiasmo dos alunos e os primeiros passos do projeto que foi lançado em Outubro de 2017: "O objetivo era e é fazer uma coleção de postais de Museus pelo Mundo para que possa ser estudada, inventariada, acondicionada e divulgada pelos alunos, que assim podem colocar em prática muito do que aprendem em sala de aula. Para isso inscrevemos o projeto na plataforma Postcrossing e ficámos, ansiosos, à espera para saber se alguém iria aderir à nossa iniciativa", explicou.

EPA_0505201837-9.jpg

A espera foi curta, a adesão enorme, e passados sete meses são já mais de 500 os postais recebidos, postais que viajaram da China, do Canadá, da Holanda, França, Estados Unidos da América, Inglaterra, Brasil e de Portugal, entre tantos outros países.

O Projeto Museus pelo Mundo é aberto a todos os que queiram participar. Depois de chegarem à escola os postais são estudados nas aulas, em diferentes disciplinas, e no final do ano letivo 2017/2018 os alunos prepararão uma exposição de postais de todo o mundo: "De uma pequena aldeia do concelho de Marco de Canavezes podemos descobrir e viajar no mundo dos museus, na cultura e diversidade de outros países e isso é maravilhoso para os nossos formandos", afirma Ana Ferreira.

O momento alto do dia para alunos e professores? Ana Ferreira não hesita: "Quando chega o senhor dos correios".

31936705_1727121594046638_710569289349857280_n.jpg

Outro dos projetos da EPA com portas abertas para a comunidade no âmbito da "Europa na minha Região" foi a exposição "Arqueologia: Ciência que estuda o passado" uma mostra de artefactos de cariz arqueológico, com elementos essenciais para o estudo sociocultural e da ocupação do território português. No Museu Municipal Carmen Miranda, em Marco de Canaveses, esta exposição permite aos visitantes acompanhar a linha temporal que marca os principais períodos da evolução humana.

O POCH agradece à Direção da Escola Profissional de Arqueologia, aos seus professores e aos formandos o trabalho de grande qualidade na preparação e produção deste evento conjunto.

A Escola Profissional de Arqueologia tem cinco candidaturas aprovadas pelo POCH no âmbito do Fundo Social Europeu, num montante total aprovado de 1.158 milhões de euros, para financiamento de Cursos Profissionais de Assistente de Arqueólogo e de Técnico de Museografia e Gestão do Património, cursos Vocacionais de Técnico Operacional de Património e um Curso de Educação e Formação de Jovens de Operador/a de Fotografia. Desde 2014 já foram apoiados pelo POCH 194 alunos da EPA no âmbito desses cursos. 

  • < voltar a notícias