Iniciar sessão
/pt-pt/PublishingImages/Monitor%20Foto.jpg

​Em 2009 a taxa de taxa de abandono escolar situava-se nos 30,9%. Nos últimos seis anos registou-se um decréscimo significativo de 17,2% . Os dados foram revelados na 5ª edição do Monitor da Educação e Formação de 2016.

20-12-2016

O Monitor da Educação e da Formação é uma publicação anual que visa aferir a evolução dos sistemas de ensino e formação na UE, contribuindo para os objetivos no domínio da educação e da formação da estratégia Europa 2020, a estratégia geral da Comissão em prol do crescimento e do emprego e o Semestre Europeu, o ciclo de coordenação da política económica e financeira.

O Monitor da Educação e da Formação baseia-se numa vasta série de fontes quantitativas e qualitativas, nomeadamente dados do Eurostat, estudos e inquéritos da OCDE, análises de sistemas educativos levadas a cabo pela rede Eurydice, análises quantitativas de conjuntos de dados e redes universitárias.

Dados estatísticos/infografias

Posição de Portugal em relação ao maior (anel exterior) e menor (centro) índice de desempenho


Aranha7.png 

Abandono escolar

A taxa de abandono escolar em Portugal situa-se, em 2015, nos 13,7%, 2,7% acima da média da União Europeia (EU). Em termos de género, a taxa de abandono da população feminina entre os 18-24 anos atingiu os 11%, sendo consideravelmente mais baixa quando comparada com a taxa de abandono escolar na população masculina que se situa nos 16,4%, resultando numa diferença face à EU de quase 5%.

2016_TRAI 14 ET monitor infographics-PT-web-ppt4-01.png 

Apoios PO CH aprovados entre janeiro de 2014 a setembro de 2016 no combate ao abandono escolar e promoção do sucesso educativo e aumento das qualificações dos jovens

Jovens apoiados: 165 mil jovens

Financiamento aprovado (FSE): 614 M€

 

Ensino Superior

Os dados relativos ao Ensino Superior em Portugal demonstram que ao longo dos últimos 8 anos, Portugal passou de uma taxa de diplomados no ensino superior, do conjunto da população entre os 30 e os 34 anos, de 21,6 % em 2008 para 31,9 % em 2015. No entanto, continua a ser inferior à média da EU, de 38,7 %, sendo que a meta Europa 2020 é de 40 %. Quanto ao indicador de performance de conclusão do ensino superior, a taxa de conclusão em Portugal é de 67 %, ligeiramente inferior à média da OCDE. Neste indicador, as mulheres apresentam uma taxa de conclusão dos estudos significativamente mais elevada que os homens, 73 % e 59 %, respetivamente (Comissão Europeia 2015b).

Os novos Cursos Técnicos Superiores Profissionais (CTESP) estão a contribuir para um aumento das matrículas nos institutos politécnicos e para abrir novas vias de cooperação com o setor empresarial. No ano letivo 2014/2015 estavam inscritos no Ensino Superior 349 mil alunos, menos sete mil que em 2015/2016, 356 mil.

2016_TRAI 14 ET monitor infographics-PT-web-ppt4-05.png 

Apoios PO CH aprovados entre janeiro de 2014 a setembro de 2016 no âmbito do reforço do Ensino superior

Bolseiros: 67mil

Financiamento aprovado (FSE): 163 M€

 

Formação de Adultos

A participação dos adultos na aprendizagem ao longo da vida em Portugal tem permanecido estável, situando-se, em 2015, nos 9,7 %, número relativo ligeiramente abaixo da média da UE (10,7 %). Não obstante este valor global, deve-se destacar as percentagens mais elevadas quando se aborda esta participação  por níveis de educação.

Em 2017/2018 será lançado o «passaporte de qualificações». Este novo instrumento visa melhorar o sistema de reconhecimento, validação e certificação de competências e ajudar aqueles que não estudam a aceder aos programas de ensino e formação de adultos.

2016_TRAI 14 ET monitor infographics-PT-web-ppt4-08.png 

Apoios PO CH aprovados entre Janeiro de 2014 a setembro de 2016 no âmbito da aprendizagem ao longo da vida

Adultos apoiados: 122 mil

Financiamento aprovado (FSE): 146 M€

 

Ensino Pré-Escolar

Em 2015, 93,5% das crianças entre os 4-6 anos frequentavam o ensino pré-escolar quando em 2011 a taxa se situava nos 93,8%. A média europeia é de 94,3%.

2016_TRAI 14 ET monitor infographics-PT-web-ppt4-03.png
 

Destaques

O decréscimo da taxa de abandono escolar é um feito assinalável nos últimos anos. Entre 2009 e 2015, esta diminuiu 17 p.p. (de 30,9% em 2009 para 13,7% em 2015), o que sugere ser possível atingir-se em 2020 a meta de 10% de abandono escolar. 

A educação para a cidadania e a educação intercultural assumem uma cada vez maior importância nos currículos e a integração de migrantes no sistema educativo está a ser reforçada;

Os novos Cursos Técnicos Superiores Profissionais, CTESP, estão a contribuir para um aumento das matrículas no Ensino Superior;

A Formação de Adultos será potenciada com a forte aposta nos novos Centros Qualifica.

 
Para mais informações sobre o Monitor da Educação e Formação 2016, consulte o resumo em português, a versão completa em inglês e os mapas interativos

Fonte: PO CH/Monitor da Educação e Formação 2016

  • < voltar a notícias